utensílio

Frigideira é muito mais que sua função. É forma, beleza, textura que despertam e provocam os nossos sentidos“.

Anúncios

jantar

na sexta-feira passada, fui convidado para um almoço no quartel-general de Bacco & Bocca. mal imaginava que comeria, naquela tarde algumas das maiores delícias da cozinha piemontesa e que tomaria vinhos espetaculares – inclusive os quatro melhores brancos da minha vida.

sim, eu bebi os quatro melhores vinhos brancos da minha vida em uma só tarde, praticamente um após o outro.

na culinária, foi uma surra: alcachofras, bagna cauda, carne cruda, risoto. na enologia, idem: a cada garrafa aberta, sentia vontade de dar pulos, de tanta surpresa. levei um Saint-Véran básico e uma champanhe rosé (Devaux Œil de Perdrix, caso interesse). bebi meu primeiro grand cru da Borgonha, um lindo Corton-Charlemagne, o melhor Gavi da minha vida (Minaia, do Nicola Bergaglio), um Puligny-Montrachet perfeito, um Chassagne-Montrachet delicioso. e aquele milagre chamado Tondonia Reserva Blanco. e dois Barolo, ainda por cima.

cheguei no almoço ao meio-dia e vinte, saí de lá perto das cinco da tarde, em êxtase. o Puligny-Montrachet me ficou na boca até o dia seguinte, apesar dos litros de água para rebater e de ter escovado os dentes umas três vezes nesse período.

demorei a escrever sobre esse dia porque fiquei desnorteado com o almoço. na verdade, ainda estou um pouco assim. papo bom, comida e vinho à altura: não precisamos de muito mais coisas na vida.