dimanche

domingo à noite, sensação de tédio, desânimo, pânico, coisas em vão. quase não vejo mais tevê, então meu problema não é com o que está passando ou deixando de passar por lá.

nessas horas, é bom lembrar do meu amigo Éric, que foi meu anfitrião do Airbnb em Nice: num domingo de verão, às dez da noite, ele e a esposa, Sandrine, pegaram os capacetes, passaram em frente à porta de vidro do meu quarto, que dava para o jardim, e me avisaram: “estamos indo dar uma volta de lambreta”.

que belo jeito de encerrar um domingo: passeando de lambreta com a patroa à beira do Mediterrâneo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s