mudança

Uma das coisas que define a sensibilidade conservadora é a melancolia perante o fim das coisas e a mudança. Quando vamos a um sítio muitos anos depois, ele não está igual. Houve ali coisas que, mesmo que tenham mudado para melhor, sentimos como uma ofensa pessoal. Um prédio que já não existe, por exemplo.

mais uma vez, o Pedro Mexia consegue sintetizar, em poucas palavras, algo que sinto e que eu levaria seis volumes da Barsa para dizer.

Anúncios

One thought on “mudança

  1. Interessante reflexão. Todos temos sensibilidades conservadores, presumo. Resta saber até onde elas vão, para onde são direcionadas. Com prédios antigos, bandas de rock e times do Palmeiras, certamente tenho…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s