monetário

com os bancos Safra e Bradesco indiciados na Operação Zelotes, mais os maus lençóis por que passam Banco do Brasil e Caixa (quem mandou patrocinar o timinho…), sinto que o setor bancário brasileiro precisa de um novo concorrente.

por isso, pretendo abrir, na varandinha do meu apartamento, o banco de varejo que revolucionará o sistema bancário brasileiro. só falta um nome para ele, e tem de ser bem brega e gerar empatia com o povão. até agora, eu e o Guilherme, que está ajudando no brainstorm, já pensamos em Banco Tatu / Tatubank, Banco Boitatá, Banco São Lucas (porque “São Lucas” é um nome que não combina com nada, de bicicletaria a farmácia), Banco Bolinho, Banco Cavalo Doido.

e você? qual a sua sugestão para batizar um banco?

Anúncios

abril foi um mês de merda

foi mesmo. não justifica eu ter ficado praticamente um mês sem escrever aqui, contudo. tive uma crise de rinite alérgica mais forte que as que sempre tive; no hospital, fui condenado a dois meses de corticoides, se meu nariz não cair antes disso. também tive de encarar umas mudanças, passei um final de semana em Goiânia, o passivo de coisas a resolver disparou.

agora é o meio de maio, esse passivo diminuiu um pouco; a rinite foi debelada (mas o tratamento continua); as mudanças ficaram menos bruscas. consegui criar uma rotina razoável para me organizar melhor, comecei a fazer HIIT na academia e fui ao encontro de Mopars do final de semana passado. duas das principais desculpas para perder tempo em frente à tevê (campeonatos europeus e o processo de cassação da czarina) já não existem mais, pelo menos até agosto, e tenho menos pretextos para o ócio.

há muito por fazer. e, ao contrário do que disse um senador cassado na tevê, ontem, a culpa é toda minha (ele tentou evadir-se de quaisquer responsabilidades).