o último romântico II

meses atrás, em uma liquidação de cds feita por um amigo do Cláudio Bull, trouxe para casa uns discos bem interessantes. um deles foi o “Emmerdale”, primeiro disco dos Cardigans. não tenho falado tanto de música pop, comecei a achar ridículo fazer isso, mas às vezes ainda vale a pena.

de volta aos Cardigans: se você conhece apenas “My favourite game” e “Lovefool”, ótimo. o lance é que a banda fez, entre 1994 e 1996, três discos excelentes: “Emmerdale”, “Life” e “First band on the moon”. cinco suecos, na faixa dos 22 anos, misturando bossa nova com pop chiclete e, por cima de tudo isso, letras desesperadas, românticas, suicidas… falando de masoquismo, tédio e gente falando sozinha.

não é o que se imagina quando se pensa em Suécia, aquele país desenvolvido, próspero e cheio de meninas bonitas (como a Nina Persson, que canta essas loucuras). mas era o que rolava. enfim: já conhecia várias músicas do “Emmerdale”, mas não sabia de “Cloudy sky”, cuja letra é romantismo puro e simples.

eu pegaria algumas estrelas para ti
e apenas para ti
eu pintaria o céu cinza de azul
apenas para ti
então não me digas que queres chuva
de um céu nublado

para levar embora a dor que te provoquei de novo
sempre tentei descobrir o que te satisfaz
mas nunca saberei para onde vais
mas eu quero saber
queres um anel dourado? eu te compraria qualquer coisa

eu leria uns poemas para ti
apenas para ti
espero que eles não te deixem triste
como costumavam deixar
então me digas que eles são como chuva
de um céu nublado

simples, direto, romântico. lembra “Quase um segundo”, dos Paralamas, mas a dos Cardigans tem um arranjo delicadíssimo, com quarteto de cordas e vibrafone. curioso é que, não satisfeitos em falar em ler poemas em “Cloudy sky”, outra música do “Emmerdale”, “Celia inside”, também fala de poesia. isso em pleno 1994, no auge do cinismo na cultura (auge que já dura vinte e tantos anos…).

“Cloudy sky” foi a trilha sonora de um toco que tomei, dias atrás, e que envolve esse cinismo pós-moderno. mas aí é outro papo.

Anúncios

3 thoughts on “o último romântico II

  1. amo as duas músicas, são lindas. o cardigans é uma banda pra qual eu sempre volto. sempre que não sei o que escutar, eu escuto, porque sei que nunca é erro. os três discos são incríveis. eu realmente não tenho um preferido, são os três.

  2. tô novamente ouvindo todos os discos do cardigans e precisava comentar: existem covers melhores que os feito por eles pra sabath bloody sabath e iron man? eles deveriam fazer um “the cargidans sing the masters: black sabbath” aaaaahhhrrr

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s