etimologia do troço

Troço é uma palavra brasileira informal que – como negócio, coisa e, no mineirês, trem – pode ser empregada em lugar de uma infinidade de coisas, sejam elas concretas ou abstratas. Dá-se a vocábulos de sentido tão abrangente e difuso o nome de palavras-ônibus.

O curioso é que o popular troço (pronuncia-se tróço) surgiu como variante de troço (trôço), uma palavra portuguesa antiga e respeitável, prima do espanhol trozo, de onde tiramos o verbo destroçar e o substantivo destroço – que nada têm de informal e podem frequentar os discursos mais elegantes sem contraindicações.

Esse troço (trôço), de sentidos variados, caiu em desuso na acepção militar de “cada uma das divisões de uma tropa”, que o espanhol trozo conserva, mas permanece vivo como nome de certa peça de canhão. Também pode ser encontrado em Portugal para designar “trecho de caminho”, entre outras acepções.

Já se vê que a ideia comum por trás de tudo isso é a de pedaço, trecho, fragmento de um todo. O filólogo catalão Joan Corominas diz em seu Breve Diccionario Etimológico de la Lengua Castellana que a matriz de trozo e troço é o catalão tròs, “pedaço”, ligado ao francês antigo trous, “fragmento de lança ou tronco”. Todas essas palavras são descendentes do substantivo latino thyrsus (“haste, talo das plantas”).

(visto aqui)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s