cucaracha

desci até a comercial para comprar um frango assado e, na porta da padaria, vi um sujeito com cara de mendigo tentando, em espanhol, vender algo ao operador de frangos que fazia seus assados ali na frente. fiz meu pedido e, enquanto esperava, ele me ofereceu um crucifixo. engatei uma conversa com meu sofrível portunhol, enquanto ele dizia que tinha fome, e respondi que compraria algo para que ele comesse. entrei na padaria, pedi uns pães de queijo e dei a iguaria mineira ao cidadão, junto com um chocolate. ele tentou me vender um toca-fitas de carro Honda, respondi que não tinha um Honda nem fitas cassete. perguntei de onde o figura vinha, e ele me disse ser venezuelano de Caracas.

“- que piensas del gobierno venezolano actual?”

ele se constrangeu.

“- Venezuela es un país rico, jo no comprendo porqué hay tanta pobreza.”
“- tu sabes, y jo lo sé también.”

daí ele concordou, desejei-lhe boa sorte e voltei para casa. comentei com uns amigos no WhatsApp sobre o encontro, e me perguntei por que um venezuelano viria para cá. a resposta mais provável, até o momento, foi dada pelo Estêvão, que acha que ele está no Brasil porque aqui tem papel higiênico disponível.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s