doce

a tentação de olhar para trás é grande, especialmente quando o futuro não é mais que uma parede ou uma neblina densa. e assim os passos vão ficando mais lentos, mais hesitantes, até o momento em que quase não há firmeza. é um perigo andar assim, eu sei, mas é como tem sido possível andar; ficando parado, o chão começa a ruir, e há riscos de deslizamento. tem a ver com abrir a própria trilha, ou ao menos não andar na trilha mais conhecida; tem a ver com onde se quer chegar. e não consigo explicar isso de uma forma mais clara.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s