voulez-vous

as suas fotos dizem uma coisa, que as suas palavras corroboram em menor grau. mas olho para as imagens, encarando especificamente os seus olhos, e a mensagem que eles me passam é, se não o oposto diametral, um contrário. como se você negasse, inconscientemente, o que espalha por aí.

mas não quero te confrontar com isso. ao contrário, quero um pouco de paz, sob a forma que for. e nem consigo me imaginar discutindo contigo: ficaria a minha palavra contra os seus olhos, a sua vida tão cheia de vida contra os momentos em que você se revela diferente. e não é o caso de culpar a tradução (que não tem culpa), um abismo cultural que não existe, ou o silêncio – que existe, aqui desse lado. então fica como está, você com a sua vida, eu com as suas fotos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s