manguaça

é o segundo post do mês, e o segundo sobre álcool. mas é uma boa indicação: dia desses comprei na Brilho, no Gilberto Salomão, meia garrafa do português Príncipe do Dão, um corte de quatro uvas lusitanas saído da famosa região vinícola do norte de Portugal. abri-o agora, e achei bem gostoso. e pensar que paguei… R$ 12,90!

eu e uns bons amigos afirmamos para quem quiser escutar: em benefício x custo, não há vinhos que batam os portugueses.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s