causos

A proximidade das forças brasileiras e paraguaias na linha negra permitia aos soldados dos dois lados conversarem aos gritos. Dionísio Cerqueira foi mais longe e, hasteando uma bandeira branca, perguntou aos paraguaios escondidos na mata se poderia ir até eles. O comandante inimigo, um homem já de idade, o autorizou e Dionísio Cerqueira lá foi:

Entrei no terrapleno por uma abertura à direita.

O velho passou-me a mão pelo ombro e, mirando-me com olhar compassivo, perguntou:
– Que veniste a hacer aqui?
– Nada – respondi – veni a visitarte…
– Sientate, pues.

Sentei-me num tronco de urundaí, o nosso pau de ferro, e vi-me logo rodeado por muitos homens, que me olhavam com curiosidade hostil. Além desses, havia outros ocultos atrás das árvores. A trincheira parecia-se com a nossa, mas não tinha sacos de areia. O parapeito era feito de troncos e terra.

O velho abraçou-me e convidou-me a ficar com ele.
– Que esperança – disse sorrindo. – Tu é que deves ir comigo. Nós tratamos muito bem os pasados. Dizem que vocês aqui são muito maltratados, que o López é terrível… Vem comigo; traz a tua gente e serás bem recebido…

O velho soldado fitou-me com um olhar, que nunca mais esqueci, de surpresa e bondade. Talvez tivesse um filho da minha idade, que eu, naquele momento, lhe recordava. Retirou do meu ombro a mão grande e calosa, e disse em voz grave, cheia de melancolia:
– Nosotros somos soldados, como tu, y nuestro honor nos manda morir por la patria. Eres muy joven, retirate…
– Tienes razón amigo – respondi-lhe.

Deixei-lhe, como lembrança, um grande lenço de seda amarelo e um cachimbo (…) Era o que eu possuía de mais valor. Ele me deu um porquinho de couro cru cheio de erva-mate e a bainha de couro e cabo de osso guarnecido de prata, que tinha na cintura. Apertei-lhe a mão e voltei pensativo para o meu piquete.

(Francisco Doratioto, “Maldita Guerra”, p. 285-286)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s