dez de espadas

boa parte da minha estadia em Deprelândia, no final de 2013, foi dedicada a dormir: eu dormia entre dez e doze horas, todo dia. o problema é que voltei a Brasília e o hábito insiste em não ir embora, só que agora não posso me dar a esse luxo. então cada momento de acordar tem sido um parto, tanto em dias úteis quanto em fins de semana. preciso dar um jeito nisso.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s