superestimado

alguém aí já foi assistir “Bling ring”?

eu fui, no domingo. aproveitei que ia comprar umas coisas na Livraria Cultura do CasaPark e, assim que cheguei, subi ao cinema para ver o que estava passando e em que horários. vi que em meia hora começaria uma sessão de “Bling ring” e decidi comprar um ingresso. enquanto o filme não começava, busquei o livro, comprei um cd junto (sim, eu ainda compro cds) e fui para a sala de cinema.

olha, eu adoro “Encontros e desencontros”, não desgosto de “Maria Antonieta” e não assisti “Somewhere”. mas esse “Bling ring” não é mais que uma versão um pouco mais romantizada de um episódio do “E! True Hollywood Story”. tem uma história muito boa, mas a narrativa é a de um programa de fofocas. se a minha maior crítica ao “Argo”, quando esse filme saiu, foi a de que transformaram uma história excelente e enfiaram um monte de licenças poéticas absurdas, descaracterizando os fatos reais, “Bling ring” é diametralmente o oposto: não acrescenta nada ao que poderia ser um programa do E!.

o mestre João Pereira Coutinho adorou “Bling ring”, e nisso discordamos demais. o único mérito do filme é desnudar o ponto a que chegamos no culto de celebridades imbecis, a ponto de um bando de adolescentes desocupados achar uma bolsa ou um par de sapatos o novo Santo Graal. enfim, não gostei de quase nada no filme – talvez só disso e da Emma Watson, linda como nunca.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s