atualidades

descobri, aqui na roça, a expressão “deita na BR”. é uma atualização sardônica do “se mata”, tradicional praga de desdém utilizada por todo o país. parece que dá nome a uma música dos Aviões do Forró, o que só dá mais graça ao termo. aliás, gostaria de dedicar “Deita na BR” ao Pedro, cujo twitter está cada vez pior.

*

falando em graça, a justiça de Jersey condenou as empresas do brimo Maluf a devolver uns milhões para a prefeitura de SP. corri para o Youtube para procurar a performance do turco libanês anunciando o sapato 752, da Vulcabrás, um reclame clássico. e não tem: só tem a do Brizola anunciando o mesmo pisante.

*

continuo levando a vida no esquema Suflair, descrito ontem. e tá bom demais.