Texas hold’em

se a vida é (for) um jogo, de uns tempos para cá comecei a enxergar umas cartas diferentes. não sei se por ingenuidade ou por me achar no fundo do poço*, vi as novas oportunidades do baralho com um certo otimismo, coisa que falta na minha vida já faz uma era – talvez pelas vezes que quebrei a cara, talvez porque não é para eu ser assim e pronto.

não sei quantas cartas são realmente boas, não sei quantas delas vão depender dos meus blefes (jogadas) para se tornarem legais. estou disposto a descobrir, então é hora de aumentar a aposta. repito para mim mesmo, mentalmente, que se apenas um sexto dessas cartas já vier como podem ser, indo ao encontro das minhas expectativas, já vai ser o suficiente para mim. já vou sair da mesa achando que ganhei, ainda que alguém fique até o final da noite e fature muito mais do que eu.

como disse, estou pagando para ver. o jogo promete.

* sobre estar no fundo do poço: não é uma discussão cabível aqui. tenho meus altos e baixos, como todos, e não é esse o ponto desse post.

Anúncios

2 thoughts on “Texas hold’em

  1. Cara, nada contra você, mas por quais motivos você não larga o serviço público, se detesta tanto? Basta pedir exoneração e ir pra iniciativa privada. De toda forma, espero que você seja feliz no final das contas =)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s