oxomemazina

vi alguns filmes nos últimos dias, nenhum que eu já tivesse visto. não sou cinéfilo, mas tem muita coisa que não vi e que quero conhecer. começou na quinta-feir, quando eu e a patroa assistimos “Deus da Carnificina”, esse filme do Roman Polanski que estreou recentemente. é bem legal, e pode ser descrito como “comédia tensa”: você não ri, mas é engraçado, e ao mesmo tempo aquilo não te deixa desconcentrar ou te dá algum alívio.

na saída, um jornalista do Correio Braziliense nos abordou e quis saber das nossas impressões do filme. falamos, e ao que parece isso será publicado na edição de hoje do jornal. enquanto a Lu dizia o que achou, ela lembrou de “O anjo exterminador”, filme surrealista de 1962 no qual o Luís Buñuel se vale de um mesmo ambiente para desenvolver sua história. ela já o tinha visto mas eu não, então no sábado passamos na Cult Vídeo da 204 Sul e o alugamos. junto com ele vieram “Um conto chinês”, filme argentino que perdemos quando passou por aqui, “Mamute”, um francês que fora recomendado por uma amiga da Lu, e “Viver a vida”, o clássico do Godard que ainda não vi (vergonha).

sobre os alugados: “O anjo exterminador” é delicioso, também uma comédia tensa que não te deixa respirar. bom demais; “Um conto chinês” é leve, despretensioso, transforma uns absurdos numa história gostosa e fala de sentimentos como nunca vai rolar num filme brasileiro; e “Mamute” é uma chatice que não vale a locação nem uma eventual assistida na TV paga. esquece, tem coisa muito melhor nos antigos domínios de Luís XIV.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s