mergulho

em Janeiro de 1968, o ministro francês da Juventude e do Desporto foi inaugurar uma piscina na universidade de Nanterre. o ministro tinha acabado de publicar um extenso relatório sobre «a juventude francesa». na inauguração, o governante é interpelado por Daniel Cohn-Bendit, que lhe diz que o tal relatório é uma calamidade, pois nem sequer se ocupa «dos problemas sexuais da juventude». o ministro respondeu: «Se tem problemas dessa natureza, aconselho-o a dar três mergulhos na piscina».

Pedro Mexia, trazendo mais uma parábola esclarecedora sobre coisas que, ampliadas, acontecem ainda hoje.

mito?

turma do Pasquim, toda uma geração de tios a tocar violão de barriga de fora, desafiando uma ditadura que se sentia desafiada com piadas de pavê (…) ok, mas tinham charme, você dirá. Ao que responderei que você evidentemente nunca viu uma foto desses homens de costeleta, fumando o “fino que satisfaz” em um bar mal-iluminado. Ou uma simples foto do Ruy Castro de sunga. Uma coisa digo de bom sobre eles, no entanto. Comparados com a geração atual de esquerdistas boêmios que frequenta certos bares de São Paulo, a turma do Pasquim parece o círculo de Goethe em Weimar.

Alexandre Soares Silva, escrevendo mais alguma coisa que eu adoraria ter escrito. e que aparentemente matou o Millôr. (via Jonas)

curto-circuito

não deu para o Apoel. tomar três do Real Madrid, em casa, depois que o Kaká saiu do banco, é demais para as pretensões cipriotas. imagina o que não seria se ele saísse como titular?

enfim, que dê algum time que não seja espanhol. Bayern? Chelsea?

marmota

I was eating lunch today with my 10 year old grandson when his mom asked him “What is tomorrow?”. He said “It’s President’s Day”. She asked “What does that mean?”

… I was waiting for something profound… He said “President’s Day is when Obama steps out of the White House and if he sees his shadow, we have 2 more years of unemployment.”

HAHAHAHAHAHAHA

(visto aqui)