bah

nos anos oitenta, quem fosse para o litoral de São Paulo, mais especificamente para Santos, via uma pichação na avenida beira-mar que era pura poesia, além de pura estranheza: “A GENERAL MOTORS PROGRAMOU O CÂNCER DE TANCREDO NEVES”.

mistério. o que será que isso queria dizer?

não pude deixar de me lembrar disso e do decreto do IPI quando soube do câncer de um ex-presidente, no sábado: nada me tira da cabeça de que foi a JAC Motors quem programou o carcinoma em questão.

bem, cada presidente tem a fabricante que merece.

Anúncios

comunicado

depois de 58 meses de convivência comigo, meu notebook se foi hoje. não aguentou. escrevo esse post do celular, e há uma falta de MacBooks aqui em Brasília.

a partir de amanhã vou atrás de um novo, preciso de um o quanto antes. evidentemente, escrever aqui vai ficar menos frequente – já não estava muito, agora menos ainda :(

maquiagem

uma salva de palmas para o Multishow, que se encarregou de colocar nos pontos de ônibus de Brasília cartazes com essa foto da Kate Perry, no maior programa de embelezamento urbano desde o governo Roriz.

*

na quinta-feira eu fui dormir feliz da vida, ao saber que uma chapa que não é de esquerda ganhou as eleições para o diretório da UnB. terão uma vida difícil, já que até o reitor jogará contra, mas espero que se deem bem.

*

achei mais um lugar, além do Café Cassis, que tem bagels no cardápio. hoje vou lá provar e depois conto como foi.

planície

Em Xangai, quando a F-1 desembarcou por lá para seu primeiro GP, em 2004, um jornalista local perguntou ao ferrarista Schumacher o porquê de ele correr de vermelho. “É a sua cor da sorte?”

Fábio Seixas, na Folha de hoje.

*

um hotel, ou melhor, um quarto de hotel em formato de disco voador. em cima de uma árvore. só podia ser na Suécia, o país superior (via Jonas).

*

um boneco Lego gigante é encontrado em uma praia dos EUA. no peito, a inscrição “não mais real do que és”. não é arte, mas é fantástico, já que adoro coisas sem explicação.

gazpacho

pouco sono é capaz de acabar com o meu dia. foi assim hoje: felizmente, fiz o que era preciso, voltei para casa e dormi pesado. acordei, terminei as coisas do dia… e já estou pronto para dormir de novo.

(bocejo)

*

nunca tinha visto uma foto de Veneza tirada dentro de um avião, agora vi. preciso voltar à Itália, e não pode demorar muito. 2013? mas tem a vontade de ir pros EUA…

acessório

uma vez por ano, ou umas poucas vezes por ano, surge um daqueles dias com tanto trabalho que se passa mais de doze horas dentro da Telerj, respirando pouco e tomando uma porrada atrás da outra.

hoje foi assim. é o que vale uma semana. pena não ser assim mais vezes, para eu realmente me sentir útil.