hit parade

falando em Ivan, anteontem rolou a última edição (em 2010) da Toranja, festa que ele, Ricardo Henrique e Carol Woortmann comandam no Balaio Café. depois daquele imbróglio do meio do ano, envolvendo o alvará da casa e coisas relacionadas, o Balaio reabriu mas já está de mudança, e em 2011 funcionará em novo ponto no Setor Bancário Norte – e a festinha de quarta voltará.

a saideira foi legal, apesar de ter menos público que muitas outras edições. não bebi nada, estava dirigindo (e na blitz de saída do Lago Norte, onde fui levar o JP, o guarda nem quis testar-me ao bafômetro). alguns grandes amigos faltaram, a pastelaria do lado estava fechada, mas mesmo assim foi ótimo. e o ponto alto da noite foi, sem dúvida alguma, quando o Ivan, no andar de cima (a mesa de pingue-pongue não estava lá), mandou “Jump in the line”, do Harry Belafonte.

explico: dez anos atrás, eu sonhava, SONHAVA em um dia estar numa festa e tocar essa música. quando a viola chorou os primeiros acordes e eu vi umas dez meninas dançando na frente da mesa do DJ, fui transportado para dentro desse antigo sonho. fantástico. dirigi-me ao Ivan e contei que sonhava há muito com o dia em que mandassem um Belafonte numa festa, ele riu e eu agradeci.

então aí vai “Jump in the line”, gravada em 1961. a Winona Ryder dançando é coisa de um filme de 1988.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s