distopia

sei que não sou à prova de balas. mas mesmo assim tem horas em que me sinto invencível, a ponto de nada conseguir me destruir ou sequer me arranhar, tipo hoje. porque tudo correu bem, inclusive com umas surpresas gostosas, e porque nem a maior desorganização do mundo era capaz de destruir-me o humor.

fui aceito na pós-graduação (começo em agosto), um remédio para o problema de terça surgiu de onde já não se esperava, vi algumas previsões se concretizarem na manhã e vi também que tenho muita sorte de estar onde estou no trabalho. hoje foi aquele dia em que o açaí tinha mais gosto, a guitarra da música tinha mais textura, as pessoas sorriam mais e, por mais que eu tenha um quilo de trabalho pendente para amanhã (eu tenho!), a calma não me abandonou.

pode ser que amanhã tudo se quebre, as más notícias se acumulem, a ressaca derreta explosiva nas pedras. não tem problema: por agora o meu sorriso se garantiu. então boa noite e até amanhã.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s