isola

(o título do post pronuncia-se “ísola”, porque é “ilha” em italiano)

leio no Globo de hoje que a Playboy vai fazer uma proposta à jornalista que teve um fí com um senador da República e era bancada por uma construtora que fazia lobby com ele. que bom que o Aran e o pessoal da redação decidiu isso. achei que só eu tivesse achado a moça linda.

bom dia

uma notícia bobinha, pra começar devagarinho essa quinta-feira:

Homem com tuberculose foge de avião pela Europa
Autoridades de saúde da Europa, do Canadá e dos Estados Unidos estão em busca de 80 passageiros que viajaram de avião em cadeiras próximas a um homem infectado com um tipo raro de tuberculose.

O homem, que viajou de Atlanta, no Estado americano da Geórgia, para se casar na Grécia, está agora sob os cuidados do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA. Seu nome e nacionalidade não foram divulgados.

Ele tomou no dia 12 de maio o vôo 385 da Air France, de Atlanta para Paris, e no dia 24 embarcou de Praga para Montreal no vôo 0104 da companhia aérea tcheca CSA. Entre essas viagens ele pegou pelo menos mais quatro vôos na Europa, das companhias grega Olympic, da CSA e da Air France. Do Canadá, viajou de carro para Nova York, onde se entregou às autoridades sanitárias. Serão contatados os passageiros que viajaram nas duas fileiras da frente, nas duas de trás e na mesma fileira do paciente, além da tripulação.

Ele tem um tipo de tuberculose “altamente resistente” a antibióticos, segundo disseram autoridades de saúde americanas, e teria sido instruído a não viajar de avião por poder expor outras pessoas ao contágio.

O homem, porém, disse à imprensa de Atlanta que os médicos só lhe sugeriram que adiasse o casamento na Grécia. Ele disse não saber que sua tuberculose era tão perigosa. Só quando estava na Itália, afirmou, foi comunicado pelas autoridades sanitárias dos EUA de que novos testes haviam revelado que sua doença era do tipo “altamente resistente”.

Carlota

depois de duas semanas sem o cd da Carla Bruni no carro (deixei a minha cópia de presente), fiz outra cópia pra mim e voltei a sentir aquela sensação. aquela que dura pouco mais de três minutos e que vem sob a forma de um poema da Dorothy Parker e um arranjo lindo. e, no mar cinza de carros que é o Eixo Monumental pela manhã, me senti no céu.

*

já faz uns dias que comi, mas preciso dizer: o Chicken Royale, do McDonald’s, é espetacular. chega a disputar com o Cheddar McMelt minha preferência quando vou lá. é grande e é caro, mas vale cada centavo – e eu não preciso pedir mais nada além do trio dele, como às vezes acabava por fazer.

*

amanhã tem um curso chato pela manhã, no qual fui inscrito pelo chefe (outra vez). hoje fui até a sala dele e disse que não estou a fim de aprender, mas de trabalhar. quero um serviço braçal, não quero ouvir palestra: preciso de um pouco de choque de realidade, de Edward Norton em “Clube da luta”, qualquer coisa assim. não de morrer de tédio num curso que jamais usarei.

*

viram o Silvio Santos no “Pânico”, domingo passado? magnífico. mostrou tudo aquilo que me faz admirá-lo: grandeza e bom coração (ao pedir donativos para o Retiro dos Artistas), bom humor (ao rir sem parar da dupla do programa e concordar em fazer a dança do siri), gosto pelo luxo (ele saiu com a esposa e a filha num Lincoln Navigator. sorry, periferia), aquele jeito cool. parece que nesse domingo tem mais Silvio Santos no programa – ou seja, a não perder.

*

paguei, no final do ano passado, 13 reais por uma coletânea com 28 temas do Nat King Cole. não me lembro de ter aplicado tão bem esse valor em toda a minha vida.

Deborah

desenvolvi um pouco meus dotes culinários, e, essa noite, fiz um talharim ao alho e óleo que ficou bem gostoso. estou aprendendo isso de conseguir fazer o tempero impregnar no macarrão e os dois se tornarem uma coisa só, deliciosa. acompanhei a massa com um belo contra-filé mal passado… e a fome estava resolvida. cozinhar, quando se tem um pouco de paciência e bons ingredientes, é uma delícia.