hoje

hoje é feriado aqui em Brasília, um tal de “dia do evangélico”. uma péssima idéia do governo atual, porque se fôssemos coerentes haveria o dia do budista, o do macumbeiro, o do rock industrial orgânico e o de cada religião organizada que tenha um devoto aqui no Distrito Federal. mas na verdade é o tipo da medida feita para agradar funcionário público, que já aproveita e emenda tudo e só volta na segunda, no caso do feriado desse ano.

se for pra que seja feriado hoje, prefiro que seja por outro motivo: foi no dia 30 de novembro de 1907 – noventa e nove anos atrás, portanto – que o patriarca da família da minha mãe, o Palandi que veio da Itália, contraiu núpcias com minha bisavó, a carioca da família. uma pena que, de lá para cá, esse casal ítalo-leblonense só tenha gerado um monte de paulistas. mas eu saí do estado justamente para corrigir isso.

setenta

e lá fomos nós para uma balada (???) em Taguatinga (!!!). é, também não sei como topei, mas ontem estava com vontade de encarar qualquer coisa no estilo.

*

ou qualquer falta de estilo também: em duas horas, o grupo de forró e sertanejo que tocava ao vivo deu lugar ao funk carioca e ao “trance muito irado”.

*

havia algumas semi-gatas por lá. mas fui advertido para ser cuidadoso no trato com elas, já que seus cafetões namorados estavam na área. foi a senha pra não mexer com mulher, como sempre.

*

o Victor é sem-noção? demais. mas o Gustavo ontem se superou. cercava as moças, chamava pra dançar, pra festinhas na casa dele, coisas assim. não rendeu muito dessa vez e ele saiu na zorra, mas bem, o quê esperar de Southguatinga?

*

minha garganta, péssima, deu trabalho a noite toda, assim como a velha inflamação do nervo ciático. sim, eu sou um velho na balada, e completamente estragado.

musa

eu nunca assisti a um capítulo de novela sequer por causa de alguma menina bonita. eu também não assisto o “Oi mundo afora”, nem sabendo que é a Mel Lisboa que apresenta.

mas meu deus, eu tenho visto o Disk MTV todo dia por causa da Luísa. ô menina linda: por ela eu agüento até clipe da Pitty. no dia em que aquelas chatinhas voltarem a apresentar o programa eu fico no Multishow pra sempre.

p.s.: segundo meu patrão, ela ao vivo é “bem boa”. yummmmm…

razão

nove coisas que vão bombar na minha vida em 2007:

– apartamento duplex
– champanhe
– coordenação integrada
– iluminação
– MacBook (e isso já estava resolvido muito antes daquela miserável do 02 Neurônio dizer que é tendência)
– musculação com suplementos alimentares
– pós-graduação
small talk (profissionalmente)
– vocal feminino em músicas esquisitinhas