homeopatia
minha mãe conheceu uma médica heterodoxa uns tempos atrás, marcou uma consulta e saiu de lá fissurada. toda e qualquer palavra que ela ouve no consultório, repete aqui, para ver se talvez eu siga e viva mais. não reclamo disso. dia desses ela apareceu aqui com um tubo de incensos indianos (esse é “made in India” meeesmo, nem eu cri quando vi) e cujo cheiro eu não saquei até agora.

sabendo das minhas indisposições onírico-gástricas pela ansiedade da mudança iminente, ela falou com a doutora, que, mesmo sem nunca ter-me visto na vida, receitou dois remédios. um deles se chama Azianon, e o nome me conquistou: “azia, non”. fora que é ótimo pra rimar com “Trianon”, aquele parque ali na avenida Paulista… não precisamos mais da palavra “maçon” para isso. e o outro remédio, pelo que sei, deve ser deitado embaixo da língua durante um minuto, antes de engolido.

tenho medo de ter um ataque epilético com esse, já que minha coordenação motora é limitadíssimo e dificilmente algo dura um minuto na minha boca – o único caso conhecido é a língua da mulher amada, mas deixa pra lá. amanhã a remedieira chega e eu arrumo um jeito de equilibrar o comprimido embaixo da minha língua, embora isso me pareça, pelo menos à primeira vista, coisa para um acrobata. e eu, quando muito, sou a esposa de um.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s